ACESSE

Mandetta diz que cloroquina está disponível para qualquer médico receitar

Telegram

Luiz Henrique Mandetta afirmou hoje que a cloroquina ainda não vai ser liberada para postos de saúde para tratar toda a população que vier a ser infectada pelo novo coronavírus.

Ele disse que a maior parte das pessoas pode nem sequer manifestar sintomas. Dos que apresentarem sintomas, mais de 85%, segundo ele, não devem recorrer aos hospitais.

A parcela que chegar aos hospitais, segundo ele, poderá fazer uso do medicamento, desde que sob prescrição do médico e consentir, após saber dos riscos.

“A farmácia está lá, vai dispensar para ele. O que a gente fala é que o remédio não é inócuo […] O médico deve alertar o doente. Talvez até apresentar um termo de consentimento. Isso não é dificuldade para nenhum médico brasileiro”, afirmou.

O ministro disse que o Brasil tem cloroquina de sobra. “Somos campeões mundiais de malária”, disse, em referência à finalidade do remédio.

“Já liberamos cloroquina e hidroxicloroquina”, diz Mandetta

Leia também: Covid-19: Mandetta vence uma batalha. Vencerá a guerra?

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 50 comentários