ACESSE

Manifesto a favor de Alckmin não tem assinatura de Doria

Telegram

Uma ala do PSDB saiu em defesa de Geraldo Alckmin após o ex-governador ser denunciado por falsidade ideológica eleitoral, corrupção passiva e lavagem de dinheiro pelo Ministério Público paulista na semana passada.

“Nós, que tivemos a honra e o privilégio de trabalhar com o ex-governador Geraldo Alckmin, testemunhando a sua diuturna preocupação com os mais elevados valores éticos, sérios compromissos republicanos e democráticos, manifestamos publicamente a nossa solidariedade a ele neste momento, com a certeza de que no tempo certo a Justiça se pronunciará definitivamente sobre os fatos noticiados recentemente, proclamando o que por todos já é sabido, a improcedência das atribuições que lhe foram dirigidas”, diz a “moção de solidariedade” ao ex-governador paulista.

O documento foi assinado por mais de 60 pessoas. Entre elas, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, os ex-deputados tucanos André Montoro e José Aníbal, o vice-governador paulista, Rodrigo Garcia –que é do DEM–, e ex-secretários da gestão Alckmin.

João Doria –que veio a público afirmar que são “técnicas” as acusações contra seu antecessor e colega de PSDB— não assinou. Segundo a assessoria dos tucanos em São Paulo, o governador não incluiu seu nome na moção porque não foi secretário de Alckmin. Ah, bom.

Clique AQUI para ler a moção de solidariedade.

Leia mais: Como o cerco da PGR à Lava Jato beneficia petistas e tucanos

Comentários

  • EGIDIO -

    Mais falso, oportunista e traíra, impossível.

  • Renato -

    Alckmin, o Santo

  • Jos -

    Os ladroes do psdb querem o que?

Ler 20 comentários