Mantega tenta pegar carona em decisão sobre Alckmin

O repórter Daniel Adjuto, do SBT, informa que, depois da decisão sobre Geraldo Alckmin, Guido Mantega pediu ao STF que inquérito contra ele e mais 10 seja enviado à Justiça Eleitoral.

Nesse inquérito, o ex-ministro petista da Fazenda é acusado de pedir R$ 24 milhões à Odebrecht para comprar o apoio de partidos para a campanha de Dilma Rousseff em 2014.

Entre os investigados estão também Marcos Pereira –que saiu do Ministério da Indústria e Comércio Exterior e, portanto, perdeu o foro privilegiado– e Edinho Silva, atual prefeito de Araraquara, que tem foro no TRF-3.

Dez dias atrás, Edson Fachin mandou a investigação para o TRF-3. Ontem, “inspirado” por Alckmin, Mantega fez seu pedido ao STF.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 31 comentários
  1. Mantega levando vida mansa. Por quem , hein? O pós-itália, mais sujo que pau de galinheiro, afundou o BR com a cérebro de galinha e ficou por isso mesmo? Faz seppuku, ex-ministro! Vergonha!

  2. CRIA TIPO MANTEIGA ,ASSUMA O QUE FEZ,POIS É PATÉTICO TE VER FUGINDO DE ALGO QUE PARTICIPOU COM AMOR E CARINHO,ISTO É PARTÍCIPE AO PROJETO PETISTA.
    NÃO TENTE SUMIR E SIM ASSUMIR pt

  3. Pessoal não percebe que o ex governador poderia acabar inocentado de corrupção, enquanto que pra eleitoral o inquérito está mais robusto e maior a probabilidade de condenação. Não houve delação de propina, mas de caixa dois. Coisa técnica. Não lê a denúncia, não entende e dá palpite

  4. Virou festa, agora mais impunidade, mandam todos para a Justiça Federal, quem não deve não teme, lugar de corrupto na cadeia, não devemos poupar ninguem, se enriqueceu com a politica roubando tem acertar sua contas com a justiça.

  5. Me poupe, campanha eleitoral sempre foi o motivo predileto dado pelos políticos corruptos para extorquirem os empresários, mas a maior parte do roubo sempre serviu para enriquecimento ilícito