Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Marcellus Campêlo contradiz Pazuello e diz que pediu apoio do Ministério da Saúde em 7 de janeiro

O ex-secretário de Manaus disse que ligou para o ex-ministro da Saúde informando sobre o desabastecimento de oxigênio
Marcellus Campêlo contradiz Pazuello e diz que pediu apoio do Ministério da Saúde em 7 de janeiro
Reprodução/Tv Senado

O ex-secretário de Saúde do Amazonas Marcellus Campêlo afirmou há pouco à CPI da Covid que fez os primeiros alertas sobre a crise de falta de oxigênio em Manaus para o Ministério da Saúde em 7 de janeiro, por meio de solicitação de apoio logístico para a pasta.

“Fiz ligação para ministro Pazuello no dia 7 de janeiro explicando necessidade de trazer oxigênio, a pedido da White Martins. 9 de janeiro, enviamos diariamente ofício ao MS pedindo apoio em relação oxigênio”, revelou o ex-secretário. “Nós encaminhamos essa carta da White Martins [falando sobre a crise] ao Ministério da Saúde ainda na noite do dia 7”, disse.

A informação contradiz o que afirmou o ex-ministro Eduardo Pazuello, que alegou que soube da crise em Manaus apenas em 10 de janeiro.

Ainda segundo Campêlo, o Ministério da Saúde pediu para que ele, inicialmente, mantivesse contato com o Comando Militar da Amazônia, para que o Exército auxiliasse no transporte de cilindros de oxigênio.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO