Marcelo Bretas absolve ex-sócio de Adriana Ancelmo

Marcelo Bretas, o juiz da Lava Jato no Rio, absolveu o advogado Thiago Aragão, ex-sócio de Adriana Ancelmo, em um de seus processos, relata O Globo.

O ex-sócio da mulher de Sérgio Cabral foi citado na delação premiada de seu cunhado, Italo Garritano, que descreveu ao MPF como o escritório de Adriana Ancelmo lavava parte do dinheiro do esquema de Cabral.

Para a força-tarefa da Lava Jato, depois da prisão do ex-governador do Rio, Aragão produziu documentos falsos e tentou influenciar o conteúdo de futuros depoimentos do cunhado.

Em sua decisão, Bretas escreveu que o MPF não conseguiu comprovar as acusações de falsificação e obstrução da Justiça.

O advogado ainda responde a processo na Operação Eficiência –a mesma que resultou na prisão de Eike Batista–, sob acusação de lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa.

 

 

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Antonio Carlos Carvalho disse:

    Vejam se aprendem. Os que não querem ser amigos e aliados do lulopetismo são e serão condenados.

Ler comentários
  1. Douglas santos disse:

    Marcelo bretas está muito inocente. Esse advogado é tão BANDIDO quanto a organização criminosa do Cabral. Deixe ele PRESO juiz Bretas.

  2. Indignado disse:

    Lembrando que o Escritório "Teixeira&Martins ( do compadre do Lula e seu genro Cristiano )tem sociedade em algumas causas com a Adriana Anselmo. Deve ser papo filantrópico, né?

  3. Flávia disse:

    E o juizeco caipira absolveu Adriana Ancelmo. Canalhas!

  4. Hugo disse:

    Muito bom. Forçando o MPF a ir além das delações. Delações são só ponto de partida.

  5. Amigo é coisa pra se guardar no lardo esquerdo do peito! disse:

    Rio de Janeiro é uma província, todo mundo se conhece, todos se ajudam, todos se dão as mãos numa hora dessas!