MARCELO CONFIRMA COMPRA PARA INSTITUTO LULA: “SEIS POR DENTRO E QUATRO POR FORA”

Marcelo Odebrecht confirmou a Sérgio Moro que pagou pelo terreno que seria a sede do Instituto Lula.

Ele apresentou documentos com anotações de como seria o pagamento. “Seis (milhões) por dentro e quatro (milhões) por fora.”.

O empresário contou que José Carlos Bumlai foi o primeiro a procurá-lo para falar do imóvel escolhido por Roberto Teixeira. Depois o assunto foi tratado com Paulo Okamotto e com Antônio Palocci.

“Lula sabia”, disse Marcelo.

15 comentários

  1. “O LULA e DILMA SABIA DE TUDO” parece um “carimbo” para delatores, tudo começou do ALBERTO YOUSSEF, lembram???, que tal mostrar provas!!!

    1. Aquela obra inacabada no dito terreno é uma miragem. O local pode ter sido uma ocupação dos MS da vida. Quer o desenho idiota? kkk

  2. Acabou que o Janot encobriu até essa mesmice e chatice de sempre dos milhões de dólares ppro PT e pro lula da silva, o cara mais denunciado da paróquia.

  3. Era o principal interessado!
    O Instituto era necessário; seria como um banco para depósito de propinas
    concedidas a título de “doações” para preservar a memória, a história do maior,
    do melhor presidente que esse país já teve.
    Como é que fariam algo de tal monta sem o conhecimento do molusco?

  4. Meu cãozinho já sabia de tudo isso há MUITO tempo!!!!(A ´grobo´et caterva também, só que escondiam)

  5. É isso aí, detalhou o esquema da ORCRIM tim tim por tim tim, esperamos que tenha realmente entregado ao juízo provas cabais pra enterrar de vez LULLA e sua GANGUE DE VIGARISTAS.

  6. Esse Marcelo parece que foi jogado no crime pelo pai porque ele não inventou isso, herdou, do pai e do avô. O pai esté solto e ele coitado preso.

    1. Coitado de mim que estou solto e desempregado e ainda tive que ajudar bancar essa raça de cao rapina pior que raposas famintas em galinheiro. Quero que esses FDPS apodreçam na cadeia. E queria ver na foto todos na mesma cela, lula mo, dilma, aecio, temer, e toda quadrilha do pt

Comentários temporariamente fechados.
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.