ACESSE

Marcelo Miranda vai para quartel da PM no Tocantins

Telegram

A Justiça Federal manteve hoje à tarde a prisão preventiva de Marcelo Miranda, ex-governador do Tocantins, suspeito de ligação com um esquema de corrupção e lavagem de dinheiro que pode chegar a R$ 300 milhões, registra Fausto Macedo.

Em audiência de custódia, o juiz João Paulo Abe, da 4.ª Vara Federal de Palmas, apontou a existência de “graves elementos” envolvendo Miranda.

Abe decidiu encaminhar o ex-governador para uma sala de Estado-Maior no comando geral da PM do Tocantins.

CAÇA AOS HACKERS DA LAVA JATO. CONFIRA

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 8 comentários