Marcelo Odebrecht: “Deixei claro a Roberto Teixeira que esses custos iam sair da planilha Italiano”

No depoimento de hoje, com os novos emails já entregues à Lava Jato, Marcelo Odebrecht disse,  que depois de comprado o imóvel para a sede do Instituto Lula, ele se viu obrigado a arcar com a segurança do local, como relatado numa mensagem a Paulo Melo.

“Até então meu compromisso era de comprar o terreno. Aí começa a aparecer que tem que manter o terreno. Aí começa a mais gastos envolvidos. Aí fui novamente pedir autorização a Palocci, deixando bem claro ao advogado, a Roberto Teixeira, que eu tinha de ter autorização de Palocci para bancar esses custos, porque esses custos iam sair da planilha Italiano.”

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 4 comentários