Marcelo Ramos sobre reforma avançar: "Em Brasília, os ventos batem e muda tudo"

O Antagonista perguntou a Marcelo Ramos, presidente da comissão especial da reforma da Previdência, se a leitura do voto complementar de Samuel Moreira está mesmo confirmada para amanhã à tarde.

“A previsão é fazer a leitura e tentar enfrentar pelo menos a votação dos requerimentos de adiamento de votação. A leitura amanhã está praticamente certa, mas, em Brasília, os ventos batem e muda tudo. Estava certo para [ler o relatório na] quinta-feira passada.”

Perguntamos também por que o deputado tem alertado para a votação dos requerimentos, se a oposição não tem maioria no colegiado.

“A oposição não tem, mas, como o governo não tem base, se tiverem 2 ou 3 partidos independentes insatisfeitos, eles se juntam à oposição e dá maioria.”

Comentários

  • wanderlei -

    O ruim é que os ventos são sempre danosos para a sociedade.

  • Lucas -

    É por isso que digo: mais BRASIL e menos BRASÍLIA

  • Carlos -

    Pelo fim do foro privilegiado para políticos.

Ler 19 comentários