MARCELO TRATOU COM MOREIRA, ANDREZINHO E LUPI NO FGTS

Marcelo Odebrecht disse que, para conseguir um parecer favorável do comitê de investimento do FI-FGTS, era necessário atuar sobre cada um dos membros, direta ou indiretamente.

“Tinha que influenciar vários membros do comitê, ou se buscava a pessoa diretamente ou o padrinho político, pois todos tinham padrinhos.”

Ele explicou que interagia com Moreira Franco, representante do PMDB; Andrezinho, no âmbito do PT, e Carlos Lupi pelo PDT. “Tive encontros institucionais com esses três, mas quem pode falar da natureza ilícita ou ilícita é o Claudio Melo.”

Faça o primeiro comentário