Marco Aurélio acha que cancelar o título é ‘sanção’ grande

Marco Aurélio Mello já tinha arrumado seus papéis para deixar a sessão, mas Dias Toffoli quer concluir hoje o julgamento sobre o cancelamento de títulos de eleitores que não fizeram biometria.

O ministro, então, inicia seu voto também confirmando posicionamento em favor do cancelamento desses títulos.

Para Marco Aurélio, impedir os eleitores que não fizeram o cadastramento biométrico obrigatório e amplamente divulgado no prazo estipulado — dois anos — é uma sanção grande.

Placar: 5 a 2 no sentido contrário.

Poderia Ser No Brasil. Conheça Por Dentro O Estrago Que A Esquerda Fez na Venezuela. LEIA AQUI

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 21 comentários
  1. Isso vai nos ajudar muito, as pesquisas não estão considerando esse percentual de títulos cancelados. EXCELENTE para nós de direita. Visitem: www.DireitaSemCensura.com.br – Rede Social de Direita

  2. Aí o cara perde a eleição pela mesma diferença dos que foram (perdoados) a votar. Começa uma guerra civil no Brasil. Lei existe pra ser seguida. Quem teve o tit. cancelado sabia das consequência

  3. Tiveram 2 anos para fazer a biometria e não fizeram ?estavam esperando que oPARTIDO DAS TREVAS levasse a máquina para tirar as digitais na casa deles ?Junto com o dinheiro da bolsa miséria?

  4. As regras são para TODOS!. O STF brasileiro, quando é da conveniência dos criminosos de gravata, muda o que bem lhe convém!. A maioria dos Magistrados do STF são histéricos e psicopatas.

  5. Acho que o texto está truncado…. afinal, o primo do Collor votou pelo cancelamento dos títulos”, como é dito no segundo parágrafo, ou votou pela validade dos títulos não-biométricos?

  6. Mais um canalha querendo mudar as regras do jogo com a bola rolando já no final do primeiro tempo. Um bando de gente como esse e Lewando, acaba com qualquer rasgo de civilização. É só barbárie!

  7. Lei existe para ser respeitada e cumprida, não conforme conveniência da esquerda como agora ! o voto impresso não foi de interesse da esquerda( fraude ) e além disso querem usar eleitores ilegais