Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Marco Aurélio: “Como eleitor, não gostaria de me defrontar com a polarização entre Bolsonaro e Lula”

Em entrevista à Crusoé, o ministro falou sobre a responsabilidade de Bolsonaro na pandemia, sobre um eventual processo de impeachment, entre outros temas
Marco Aurélio: “Como eleitor, não gostaria de me defrontar com a polarização entre Bolsonaro e Lula”
Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF

Prestes a se aposentar, o ministro Marco Aurélio Mello disse em entrevista à Crusoé sobre seu desejo para que um nome da terceira via consiga romper a polarização entre o presidente Jair Bolsonaro e Lula nas próximas eleições presidenciais.

Agora, o interessante em termos de democracia é que o leque se abra em termos de candidatos. Como eleitor, eu não gostaria de me defrontar com essa polarização, essa dualidade de candidatos, o atual presidente da República e o ex-presidente Lula. O ideal seria surgir uma terceira via.”

Marco Aurélio afirmou também que temia a eleição de Bolsonaro em 2018, mas defendeu a permanência do presidente “na cadeira para se aguardar as eleições de 2022”.

O ministro falou ainda sobre a responsabilidade de Bolsonaro na pandemia, sobre um eventual processo de impeachment, sobre o processo de destruição da imagem da Lava Jato e de Sergio Moro, sobre a decisão de soltura do traficante André do Rap, entre outros temas.

Leia aqui a íntegra da entrevista (aberta para não assinantes). Aproveite para assinar a Crusoé.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO