Marco Aurélio: “Não cabe partir para o justiçamento”

Em palestra numa universidade particular de Brasília, o ministro Marco Aurélio Mello disse hoje que “não cabe partir para o justiçamento” e que “o local próprio ao protesto é a urna”.

“Há uma ordem jurídica que precisa ser respeitada.”

Ele acrescentou:

“O que precisamos é de homens públicos que observem que o cargo ocupado é para servir aos semelhantes, e não para aquele que está no cargo servir em benefício próprio e em benefício da família.”

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Claro, Exa., e como pretende “educar” os canalhas de colarinho branco? Acho que basta um papo regado a vinho francês na churrascaria e uma tornozeleira cor-de-rosa né. Cadeia só para os pobres.

Ler mais 70 comentários
  1. Claro, Exa., e como pretende “educar” os canalhas de colarinho branco? Acho que basta um papo regado a vinho francês na churrascaria e uma tornozeleira cor-de-rosa né. Cadeia só para os pobres.

  2. Ele está falando belas palavras mas esqueceu de olhar para o próprio rabo , do próprio procedimento costumeiro , da falta de caráter em defender bandidos , corruptos , assassinos , ladrões , etc…

  3. Que lindo, que fofo!!! MA, como sempre, no mundo da lua, c/ pensamentos totalmente desconectados do q os outros pensam ou qualquer realidade objetiva. E ainda acha q ninguém está vendo a pouca vergonh

  4. Essa tranqueira me parece que votou a favor de seu aumento de salário de 16 ponto alguma coisa, eles acham mesmo que o País é deles, mas vocês verão com esse comportamento que não é.

  5. empregou sua filha como desembargadora no TRF do Rio passando por cima de outros 2 advogados com maior qualificação e competência para o cargo. Desde então, o cara virou petista desde criancinha.

  6. empregou sua filha como desembargadora no TRF da Bahia passando por cima de outros 2 advogados com maior qualificação e competência para o cargo. Desde então, o cara virou petista desde criancinha.

  7. Qualquer um que fala que lugar de protesto é a urna não passa de um idiota ou pensa que todos são, de tanto protestar nas urnas a Venezuela, Nicarágua e Bolívia chegaram onde estão. Isso ele quer.

  8. Esses togados não tem condições de andar na rua, pois sabem da reação da população, são uns verdadeiros cagões, diferentemente de um verdadeiro juíz, o Dr Sergio Moro, que é ovacionado pelas pessoas

  9. Qdo as instituições fecham tdas as portas às justas reivindicações da população e a oprime, a única válvula d escape q resta é a violência. Estamos chegando mto perto disso.

  10. “ordem jurídica que precisa ser respeitada”, Qual, a sua Marco Aurélio, do Lewandowski, Toffoli 100mil, Gilmar, Favreto.. “Servir aos semelhante” coseguindo a nomeação da filha p/ desembargadora?

  11. Engraçado, minha visão é de que já passou da hora de “partir pro justiçamento”. E deveríamos começar pela origem do mal: o $TF. Quem solta bandido, fomenta a impunidade.

  12. Para o ministro, o STF de merd@, que só atua como balcão político do sistema corrupto, cumprir a Lei é muito justiçamento para seus amigos, é preciso evitar.

    1. A culpa disso tudo é desse pobre stf que com esses velhos caducos, tipo desse marco aurelio que liberta bandidos er CORRUPTOS da prisão, INTERVENÇÃO MILITAR URGENTE.

  13. Urna local de protesto: O sistema eleitoral não tem funcionado, o povão vota de qualquer maneira. Ordem jurídica respeitada: Ele é um dos que não respeita. Homens públicos probos: No Brasil não existe

  14. Pois é… não é… A próxima vez que soltar bandido e defender o indefensável como o fim da prisão após condenação em segunda instância pense que acharemos que você não é um destes homens…

  15. parentes de todos os graus, afilhados (de batismo, de casamento, de partido, de ideologia e assemelhados), além dos amigos e puxa-sacos. A roubalheira é grande, porque a lista é grande.

  16. Bom, caro min., pensando assim, é considerar a urna um tribunal do júri sem juiz. O que não é uma má ideia tendo em vista a qualidade dos membros do STF, e, suas práticas políticas e mercantilistas.

  17. “… em benefício da família”. Você está-se referindo, ministro, à boquinha que a sua filha conseguiu no Tribunal de Justiça do Rio, sem o menor preparo, sem sequer ter experiência para o cargo?

  18. Não prego à morte a ninguém, mas é fácil ser intelectual quando se tem um bom salário, plano de saúde e benefícios que 99% da população que paga toda essa conta, não tem. Prisão perpétua, iria bem.

  19. Concordo em parte ministro,mas não pode o ordenamento jurídico prolongar indefinidamente a devida punição.Esta justiça arrastada que serve a poderosos de todos os matizes deve ser abolida.

  20. “O local próprio ao protesto” é aquele que o povo decidir que é o lugar próprio. Inclusive quando decide que ministro do Supremo tem que apanhar na rua. O STF atual não merece nenhum respeito.