Marco Feliciano apresenta queixa contra Petra Costa

O deputado Marco Feliciano (sem partido-SP) pediu hoje à PGR que abra uma investigação sobre Petra Costa por suposto crime contra a segurança nacional e discriminação religiosa.

Ele acusa a cineasta de difamar Jair Bolsonaro e de tratar com preconceito a comunidade evangélica, na entrevista que concedeu à CNN americana.

Ela disse que, na campanha, o presidente prometeu matar bandidos e que os evangélicos perseguem negros.

“Ou a mesma [Petra Costa] é louca ou age com manifesta má-fé, o que configura abuso do direito de livre expressão do pensamento”, diz a queixa-crime.

O deputado diz que a diretora do documentário “Democracia em Vertigem”, indicado ao Oscar, é “notória militante comunista travestida de cineasta” e “herdeira de um conglomerado empresarial severamente envolvido no maior esquema de corrupção da história deste país”.

Mais notícias
TOPO