Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Marconny diz "não lembrar" quem era o senador que ele cita em mensagem

O depoente, apontado como lobista da Precisa, afirmou via Whatsapp que "um senador" poderia "desatar um nó" na venda de testes ao governo
Marconny diz “não lembrar” quem era o senador que ele cita em mensagem
Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Marconny Faria, apontado como lobista da Precisa Medicamentos, foi questionado pelos senadores da CPI da Covid sobre uma mensagem de texto em que ele cita “um senador” que seria capaz de “desatar um nó” na venda de testes pela empresa.

O depoente insistiu que não lembra quem era o parlamentar.

A CPI aprovou há pouco um requerimento pedindo que a Polícia do Senado preste informações sobre quantas vezes Marconny esteve na Casa e na Câmara dos Deputados.

“Nós vamos ter, dentro de duas horas, o senhor entrando no gabinete do senador. O senhor não olhou para a placa? Essa gravação vai mostrar que o senhor está mentindo. Mentindo o senhor vai ter problemas”, alertou o senador Otto Alencar, que presidia a sessão no momento.

Os integrantes da CPI reforçaram o questionamento.

“Nem o gênero? Nem se é homem ou mulher?”, perguntou Randolfe Rodrigues.

“Uma pista. [Uma mensagem] diz assim: ‘chama para uma reunião com Karina [Kufa] e Eduardo Bolsonaro’. Isso ajuda sua memória?”, afirmou Rogério Carvalho.

O depoente insistiu que não se lembra.

Mais notícias
TOPO