Maria do Rosário, a “Solução”

Alexandrino Alencar delatou a petista Maria do Rosário:

“Consoante o Ministério Público, após o colaborador informar que construiu uma sistemática de contribuição financeira a campanhas eleitorais com a finalidade de ter um bom relacionamento junto ao cenário político nacional, percebeu que a referida parlamentar era importante liderança política no Estado do Rio Grande do Sul. Nesse contexto, em 2010, foi procurado pela então candidata, prestando um auxílio financeiro no montante de R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil reais), pagamento efetuado pelo Setor de Operações Estruturadas do Grupo Odebrecht e registrado no sistema “Drousys” com a identificação da beneficiária com o codinome “Solução”. Não houve qualquer registro contábil do repasse financeiro.”

200