Marina pede “agilidade” ao TSE

Marina Silva, entrevistada pela Folha de S. Paulo, disse que o processo no TSE contra Dilma Rousseff e Michel Temer “deve ser agilizado”.

Ela disse também:

“Há evidências fortes de que o dinheiro de toda essa corrupção generalizada, institucionalizada, continuada, alimentou a campanha da presidente e do vice-presidente. Se isso fica comprovado, eu repito, comprovado, a chapa deve ser cassada”.

Não há apenas evidências fortes: há provas.

O tesoureiro do PT, que repassou mais de 20 milhões de reais à campanha de Dilma Rousseff, foi condenado pela Lava Jato.

Mas Marina Silva faz bem em pedir agilidade do TSE.

Por exemplo: o COAF já vasculhou as contas da VTPB? Que fim levaram os 23 milhões de reais gastos por Dilma Rousseff na gráfica fantasma? Quanto desse dinheiro foi sacado na boca do caixa, em espécie? A PF interrogou o dono da Focal? Está esperando o que?

Faça o primeiro comentário