Marina sobre atentado a Bolsonaro: “E se aquela pessoa tivesse uma arma de fogo?”

Telegram

Marina Silva esteve hoje na rua 25 de Março, em São Paulo, para ato de campanha e comentou sobre o atentado a Jair Bolsonaro criticando o armamento civil.

“Eu fico pensando: que se Deus o livre aquela pessoa tivesse uma arma de fogo na mão, o que poderia ter acontecido”.

A candidata da Rede disse também que o “amor e o respeito dentro do coração” são mais eficazes do que uma “arma na mão” para proteger a sociedade da violência e do crime.

Comentários

  • Kalá -

    Fofa !.

  • José -

    Marina, o que não falta nesse país são armas de fogo,qualquer um pode comprar no mercado negro, inclusive fuzis.Mas o problema é que são ilegais e estão nas mãos dos bandidos e não dos cidadã

  • Antônio -

    Nossa, quanta má-fé . . . Os bandidos conseguem armas de guerra, mesmo com o estatuto do desarmamento. Além disso, o atentado prova mais uma coisa, quem quer matar, mata com faca, facão, foice .

Ler 320 comentários