Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Mario Sabino, na Crusoé: "Arthur Lira sempre será"

"Arthur Lira é continuidade completamente sem vergonha (de ser feliz) de uma apropriação indébita histórica que nos constitui como nação"
Mario Sabino, na Crusoé: “Arthur Lira sempre será”
Foto: Renzo Fedri/O Antagonista

Arthur Lira, presidente da Câmara, é o rio Tietê”, diz Mario Sabino (foto) em sua coluna na Crusoé.

“Arthur Lira é a mancha de óleo na praia. Arthur Lira é a carcaça de boi na caatinga. Arthur Lira é a queimada na floresta. Arthur Lira é a taturana. Arthur Lira é a vassoura-de-bruxa. Arthur Lira é o muro alto que separa a casa-grande da favela. Arthur Lira é incancelável da paisagem nacional.”

” […] A democracia brasileira produz Arthures Liras em série, e a má velha que tenho a anunciar é que se trata da única coisa que a democracia brasileira é capaz de produzir em quantidade suficiente para não fazer diferença: gente como Arthur Lira. Foi a única coisa que as tiranias também produziram por aqui, que ninguém se engane.”

“Como prova a sua tentativa de aprovar a PEC da Vingança, uma monstruosidade inconstitucional que extermina a independência do Ministério Público, Arthur Lira é continuidade completamente sem vergonha (de ser feliz) de uma apropriação indébita histórica que nos constitui como nação — e que não admite correção ou corretivos.”

Assine a Crusoé e leia aqui a coluna completa. 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO