Mario Sabino presta depoimento à PF em "inquérito no qual foi kafkianamente incluído"

Telegram

Mario Sabino, publisher da Crusoé, prestou agora há pouco depoimento na Superintendência da Polícia Federal em São Paulo, em obediência à ordem do ministro Alexandre de Moraes — a intimação foi recebida apenas 24h antes do horário marcado para a oitiva.

No depoimento, o seu defensor, o advogado André Marsiglia dos Santos, registrou que “não tivemos acesso aos autos do processo e não sabemos e nem fomos esclarecidos sob qual condição o declarante está sendo ouvido”.

Mario Sabino também disse ao delegado que “renova o apreço à Polícia Federal, instituição que sempre respeitou e defendeu, e que se dispôs a prestar esse depoimento, apesar de a PGR ter arquivado o inquérito no qual foi kafkianamente incluído, por consideração à PF”.

Novo Antagonista: reserve seu lugar na semana de lançamento. Confira aqui

 

Comentários

  • William -

    Surreal o cidadão ser obrigado a depor em um processo que nasceu inconstitucional e foi arquivado pela PGR. Toffoli e Alexandre estão levando o STF ao precipício.

  • Alexandre -

    Só uma perguntinha..........Ministro da Justiça não poderia determinar à PF o não cumprimento dessa descabível "ordem" de 2 membros podres do stfzinho???

  • Gonçalo -

    Imagino o constrangimento da PF com tudo isso. Gasta-se tempo, dinheiro e operacionalidade de agentes e delegados com essa atitude do STF que faria GOEBBELS ficar orgulhoso.

Ler 202 comentários