Mariz x Janot

Do advogado de Michel Temer, Antônio Claudio Mariz de Oliveira, sobre o ambiente na Câmara ser perigoso para o presidente:

“Acho que não, até porque a denúncia é muito frágil. É muito mais baseada em hipóteses, suposições, uma verdadeira criação mental, uma verdadeira elaboração ficcional, do que baseada em fatos concretos.”

De Rodrigo Janot, no sábado:

“Não é possível que, para eu pegar um picareta, eu precise tirar uma fotografia dele pegando a carteira do bolso de outro. Ninguém vai passar recibo. Esse tipo de prova é satânica, é quase impossível. Tem que se olhar a narrativa.”

Faça o primeiro comentário