Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Marta Suplicy exonera Soninha da prefeitura de São Paulo após 'motociata' de Bolsonaro

Ex-vereadora, que era chefe de gabinete da ex-senadora, assinou despacho liberando R$ 75 mil para a instalação de gradis em evento com o presidente; Soninha alega que assinatura foi meramente formal
Marta Suplicy exonera Soninha da prefeitura de São Paulo após motociata de Bolsonaro
Foto: Reprodução, Cidadania23

Marta Suplicy, a atual secretária de Relações Internacionais da prefeitura de São Paulo, decidiu exonerar a ex-vereadora Soninha Francine da chefia de gabinete da sua pasta.

A saída deve ser oficializada no Diário Oficial desta quinta-feira (24), informa o Painel da Folha.

O motivo foi a assinatura, pela chefe de gabinete, de um despacho que autorizou a transferência de R$ 75,2 mil para a Secretaria de Esportes e Lazer instalar gradis para a realização da “motociata” de Jair Bolsonaro, em 12 de junho.

Segundo Soninha, a assinatura foi um ato formal, sem que ela tivesse nenhuma função ativa na liberação dos recursos, e a ex-senadora não entendeu ou não quis entender o caso. “Dizer que no fundo eu dei dinheiro para o Bolsonaro fazer ato negacionista, para mim, é motivo de ação penal por difamação e calúnia.”

Marta, por sua vez, alega ter ligado para a ex-vereadora depois da repercussão do caso e afirma que Soninha lhe disse ter assinado o despacho sem ler.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO