Marun, ainda sobre a delação da JBS: "A conspiração existiu"

Com base na recente revelação de que o ex-procurador Marcello Miller começou a elaborar um roteiro para a “colaboração/leniência” da JBS já em fevereiro de 2017, antes de Joesley Batista gravar Michel Temer, o ministro Carlos Marun mandou a seguinte nota a O Antagonista:

“Fica cada vez mais claro e comprovado o que venho afirmando há meses: a delação da JBS foi parte de uma conspiração engendrada nos gabinetes do antigo comando da PGR e que tinha o objetivo de depor o presidente Temer.

Já na CPI da JBS isso ficou sobejamente comprovado e o aprofundamento das investigações revela fatos novos que só corroboram esse fato. A conspiração existiu. Foi derrotada, mas impossibilitou a reforma da Previdência e até hoje prejudica a imagem do presidente.

Bom seria se rapidamente pudéssemos saber o nome de todos os conspiradores, até porque tudo indica que eles ainda não desistiram do seu intento nefasto.”

Comentários

  • Rodrigo -

    A conspiração existiu, mas o crime também.

  • PATRIOTA -

    Marun está certíssimo! Rodrigo Janot já devia ter sido investigado e indiciado pelas falcatruas que perpetrou na PGR! Mas o corporativismo no MPF suplanta a coragem da atual PGR, Raquel Dodge!

  • contribuinte -

    É evidente que o MPF agiu por interesse inconfessável. Não trabalhou para o país; agiu por interesse próprio, corporativista e mesquinho. Irresponsabilidade total.

Ler 86 comentários