Marun, o relator "imparcial"

Para demonstrar a “imparcialidade” do relator da CPI da JBS, deputado Carlos Marun (PMDB), a Gazeta do Povo lembra que ele já chamou Joesley Batista de “cachorro”, “meliante” e “super delinquente” e se referiu a Rodrigo Janot como “líder da oposição” e “líder fraco”.

Eis as duas declarações de Marun:

“Em relação à entrevista do super delinquente Joesley Batista, faço as seguintes considerações: não é demais lembrar que este cachorro – forma como os delatores colaboradores eram conhecidos durante a ditadura – esteve por mais de 40 minutos gravando o presidente e nada conseguiu tirar dele de realmente criminoso ou comprometedor. É óbvio que orientado por sua defesa o meliante tenta proteger seu escandaloso e benevolente acordo de delação.”

“Janot, com o fatiamento da denúncia [contra Temer] transformou-se no líder da oposição. Com a proximidade do fim do mandato e com as muitas contestações que vem recebendo, até no campo da sua honestidade pessoal, se constitui em um líder fraco, sem a mínima condição de vencer esta batalha. É isto! Janot e a oposição sabem que não podem derrubar o presidente, mas mesmo assim insistem em prejudicar o Brasil.”

Comentários

  • Delcinir -

    Pelo tempo, que o PDMB passou apoiando o PT, apreendeu bastante, chegar a ser até mais eficaz que o próprio mestre.

  • SOMOS -

    Todo o Povo Adora Marun! Vamos votar em Marun 2018🇧🇷

  • severiano -

    está correto, todos pensamos o mesmo com pequenas variações nos adjetivos.

Ler 56 comentários