Má notícia para o PMDB

Sérgio Moro decretou a quebra do sigilo bancário e o sequestro de dinheiro dos operadores Jorge e Bruno Luz, pai e filho, que atuavam como lobistas para o PMDB na Petrobras.

“Jorge Antônio da Silva Luz e Bruno Gonçalvez Luz teriam, em pelo menos cinco episódios, intermediado o pagamento de vantagem indevida a agentes públicos, incluindo dois Diretores e dois gerentes da Petrobras, em valores vultosos e utilizando expedientes sofisticados de ocultação e dissimulação”, diz a decisão de Moro.

A dupla foi presa em fevereiro.