Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Maximiano fica em silêncio, mas admite conhecer Ricardo Barros

Sócio-administrador da Precisa também não prestou o compromisso de falar a verdade aos integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito
Maximiano fica em silêncio, mas admite conhecer Ricardo Barros
Foto: Pedro França/Agência Senado

O sócio-proprietário da Precisa Medicamentos, Francisco Maximiano, começou seu depoimento à CPI da Covid se negando a responder aos questionamentos do relator da Comissão Parlamentar de Inquérito, Renan Calheiros (MDB-AL). Ele também se negou a falar a verdade aos senadores.

Ele respondeu, até o momento, a apenas um questionamento: se ele conhecia o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR). Maximiano tem um habeas corpus do STF que lhe garante o direito de ficar em silêncio em perguntas que possam incriminá-lo.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO