MBL pede ao Supremo fim do auxílio-moradia

O Movimento Brasil Livre pediu ao Supremo o fim do auxílio-moradia, recriado nesta semana pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A ação, protocolada ontem, foi sorteada para análise de Ricardo Lewandowski; mas no recesso ficará no gabinete de Luiz Fux, vice-presidente do STF — Dias Toffoli não poderá analisar porque foi quem propôs a recriação no CNJ.

Os advogados do MBL não deram sorte, porque os três ministros são a favor do benefício.

Fux foi quem abriu ao CNJ a brecha para sua recriação. Lewandowski negou ontem, antes do recesso, outro pedido para suspender o penduricalho.

É o assunto do momento: a movimentação de mais de 1 milhão de reais do ex-motorista de um dos filhos de Jair Bolsonaro LEIA AGORA

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 29 comentários
  1. Não duvide que o método de sorteio seja o seguinte: 11 moedas são lançadas sobre uma placa também metálica, permanecendo sobre esta apenas 1 daquelas 5 moedas conhecidas por terem ímã.

  2. MBL, peça ao povo o fim do STF. Nos termos da CF, todo o poder emana do povo, que o exerce diretamente ou por meio de seus representantes eleitos. O novo congresso deverá caçar o aumento e o auxíl

  3. MBL trouxa,nao he para pedir nada a esse stf farsante,pois vao ser extintos a partir de janeiro.Pedir algo pra eles he erconhecer uma importancia q eles nao tem. E Marco aurelio mierda,VTNC.