MBL quer virar partido político

Depois de estrear nas urnas em 2016, o MBL agora estuda virar um partido político.

Neste mês, o grupo consultou o TSE para saber se assinaturas digitais poderiam ser aceitas para a criação de um partido.

Diz o Estadão:

“A estratégia leva em conta o fato de que o partido tem presença expressiva nas redes sociais. Entre haters e seguidores, a página do MBL no Facebook teve 100,9 milhões de interações (curtidas, comentários e compartilhamentos) nos últimos 12 meses. Não fica muito atrás do presidente eleito, Jair Bolsonaro, cuja principal plataforma também foi as redes sociais – 126 milhões de interações”.

Este é o assunto desta semana. E da próxima semana. Mas você precisa saber de todos detalhes AGORA

Temas relacionados:

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 37 comentários
  1. Os esquerdalhas infiltrados estão pirados. hahhahahaha. e passam por eleitores de Bolsonaro, ou até são, mas não fazem ideia do que está acontecendo desde 2014. Só vão na onda, estudo que é bo

  2. Vocês não sentem o cheiro de ameaça? Essas cobras vivas da política fizeram uma “aliança” com Bolsonaro porque sabem que ainda não têm público liberal no Brasil. Mas eles estão construindo.

  3. Vamos superar Bolsonaro. Ainda não batemos forte nele porque sabemos que o nosso público ainda é formado por pessoas majoritariamente pró-bolsonaro. Mas estamos preparando a rasteira futura…

    1. Se você soubesse quem está por trás desses movimentos não iria comemorar.. Se dizem contra os globalistas, mas apoiam as entidades ligadas aos sionistas e ao capital especulativo global.