MDB confirma a candidata trans

A jogadora de vôlei transexual Tifanny Abreu será candidata a deputada federal pelo MDB de São Paulo.

A confirmação foi feita na convenção do partido no estado.

“O Brasil precisa de pessoas que possam brigar pelo esporte e pelas mulheres trans. Eu quero entrar na política para ajudar pessoas que necessitam. Vou respeitar todas as pessoas e eu espero que elas me respeitem”, disse ela, durante o anúncio.

Leia também:

A carta aberta de Ana Paula contra o golpe da testosterona

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 27 comentários
  1. A pessoa não aceita o sexo biológico, não aceita o próprio nome, não aceita o que é, não aceita nem respeita sua própria natureza, e exige que o resto dos normais a aceite como ela quer ser aceita!
    Quando a loucura dos homens chega a esse estágio é que o fim da civilização está próximo!

  2. É um absurdo a intenção e, inqualificável a decisão de um partido político abrigar em sua legenda a aberração contemporânea de tratar disfóricos como inclusos em espectro de normalidade. O partido em questão evidencia cristalinamente no vomitório que a política tornou o país!

  3. Doença mental agora virou algo a ser exaltado… É o triste fim da sociedade ocidental, onde o intelecto é desprezado e a opção sexual é algo a ser comemorado…
    E antes que algum retardado queira me dar rótulos, estou me referindo a disforia de gênero, que é um transtorno mental reconhecido.

  4. Agora até no esporte feminino (que já é subestimado em relação ao destaque que se dá à categoria masculina) teremos a presença de homens com clara vantagem sobre as mulheres. Isso é uma vergonha!
    Todo o apoio à Ana Paula pela coragem de denunciar esse absurdo.