Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

MDB diz que "traidor da Constituição é traidor da Pátria"

Partido citou frase de Ulysses Guimarães para criticar ruptura democrática sugerida pelo general Braga Netto ao presidente da Câmara, Arthur Lira
MDB diz que “traidor da Constituição é traidor da Pátria”
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O MDB recorreu hoje a Ulysses Guimarães para criticar a ameaça golpista feita pelo ministro da Defesa, general Braga Netto, ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL): “Traidor da Constituição é traidor da Pátria”.

A nota foi divulgada depois que o jornal O Estado de S. Paulo publicou reportagem sobre uma ameaça à democracia que teria sido feita pelo ministro da Defesa, general Braga Netto, que nega ter feito o ataque.

Segundo o jornal, o general ligou para o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e afirmou que não haveria eleição em 2022 sem o voto impresso.

O parlamentar então respondeu ao militar, e depois a Jair Bolsonaro, que apoia o governo até em uma eventual derrota eleitoral, mas que não se aventuraria em rupturas democráticas.

Na nota, assinada pelo presidente do partido, deputado Baleia Rossi (SP), a sigla afirmou que “nasceu para defender as eleições diretas sob as regras da Constituição”.

“Há 32 anos, essa máxima tem sido exercida a contento. Não será diferente”, disse o partido.

Leia a íntegra da nota:

Crédito: Reprodução / Twitter / MDB

Mais notícias
TOPO