ACESSE

MDB quer reforma tributária 'mais ampla' e vai questionar 'desproporcionalidade' de alíquotas

Telegram

O presidente nacional e líder do MDB na Câmara, deputado Baleia Rossi, participou ontem da reunião na qual Paulo Guedes entregou parte da proposta de reforma tributária do governo ao Congresso.

Baleia é autor da PEC sobre o tema que tramita na Câmara. Após o encontro com Guedes, ele ocupou a tribuna para dizer que o dia era “histórico”.

“Dia histórico para o Brasil, porque, enfim, vamos unir forças da Câmara, do Senado e do governo federal e vamos conseguir ajustar um texto para entregar uma reforma tributária que simplifique o nosso sistema, que desburocratize esta maluquice que é o sistema tributário no Brasil.”

Nos bastidores, Baleia tem dito que o mais importante é o governo ter apresentado uma proposta para “participar do debate”. Mas há consenso no partido de que é preciso defender uma reforma “mais ampla”.

A O Antagonista, o líder do MDB no Senado, Eduardo Braga, disse que a bancada ainda vai avaliar a proposta apresentada ontem por Guedes, mas já antecipou críticas:

“A princípio, achamos que ficou desproporcional a definição de alíquotas para serviço e sistema bancário.”

O MDB tem a maior bancada do Senado. Na Câmara, são 35 deputados.

Leia mais: Exclusivo: a casa secreta de Brasília onde ministro conspira contra ministro

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 7 comentários