Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Médico nomeado para Programa Nacional de Imunizações é dispensado antes de tomar posse

Depois de 23 dias, Ricardo Queiroz Gurgel foi informado pela Saúde que não assumirá o posto; pediatra é a favor de vacinar adolescentes e contra kit-Covid
Médico nomeado para Programa Nacional de Imunizações é dispensado antes de tomar posse
Foto: Reprodução

Vinte e três dias após ser nomeado para coordenar o Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, o médico pediatra Ricardo Queiroz Gurgel (foto) foi informado nesta quinta-feira, 28, que não vai mais assumir o posto, registra o Estadão.

Defensor da vacinação em adolescentes e contrário ao tratamento com kit-Covid, o médico disse ter ficado sabendo por um funcionário do ministério que seria dispensado, mas sem nenhuma explicação do motivo. “Agora vou voltar para casa”, afirmou ao jornal paulistano.

A nomeação do pediatra havia sido assinada por Marcelo Queiroga e publicada no Diário Oficial do dia 6 de outubro. Gurgel, porém, nunca chegou a exercer o cargo efetivamente.

Por três semanas, ele esperou o contato do ministério para saber quando poderia assumir. Sem resposta, decidiu pegar um avião em Sergipe, onde mora, e ir a Brasília bater na porta da pasta. “Vim a Brasília por minha conta, porque estava incomodado com essa situação.”

O PNI, que organiza e implementa ações de vacinação no Brasil, está sem coordenação desde o início de julho, quando Francieli Fantinato deixou o posto. Em depoimento à CPI da Covid, Francieli afirmou ter decidido sair por causa da “politização” que tomou conta da vacinação contra a Covid.

Desde o ano passado, Jair Bolsonaro tem dado declarações desestimulando a imunização contra a doença, pondo em dúvida a eficácia das vacinas e dizendo que não pretende se vacinar.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....