ACESSE

Médicos cubanos continuam no Brasil

Telegram

Dois mil médicos cubanos continuam no país.

Após o fim do contrato entre o governo brasileiro e a ditadura de Cuba, mais de 2 mil médicos cubanos continuam no país, sobrevivendo na informalidade, exercendo profissões como vendedores ambulantes e motorista de aplicativos.

Eles continuam por aqui diante da promessa feita pelo governo Bolsonaro de que não ficariam desamparados e seriam reintegrados ao sistema público de saúde, o que ainda não ocorreu.

Ao Estadão, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse serem necessárias mudanças legislativas aprovadas pelo Congresso para que os médicos cubanos remanescentes sejam acomodados.

Descubra o plano secreto (e baixo) de Cuba para eleger o PT. Leia aqui

Comentários

  • Francisco -

    Se realmente são médicos, vamos aproveitá-los, mas primeiro, o Revalida.

  • ZEZECO -

    Garanto q eles tao mais felizes aqui do q naquela ilha-favelao dos castros.

  • Pedro -

    Combinar o quê? Cada poder faz oque tem que fazer. Combinar cargos e emendas? Combinar nada nhonho.

Ler 83 comentários