ACESSE

Mendonça diz que soube pela imprensa de dossiê contra ‘servidores antifascistas’

Telegram

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, disse que soube pela imprensa do dossiê com informações de servidores públicos identificados como integrantes do “movimento antifascista”.

“Tomei conhecimento desse possível dossiê pela imprensa, não era algo que nós tínhamos conhecimento no ministério. Da minha pessoa e por questões até de sigilo, no que tange às atividades de inteligência, não posso confirmar nem negar a existência de qualquer relatório”, disse à Jovem Pan.

Segundo Mendonça, é “rotina” a produção de relatórios para “prevenir situações que gerem insegurança para as pessoas, como potenciais de conflito, depredação, atos de violência contra o patrimônio público, então não é uma atividade que surgiu agora.”

Em junho, o Ministério da Justiça organizou um relatório sigiloso sobre mais de 500 servidores públicos que se identificaram como opositores do governo Jair Bolsonaro e parte do movimento antifascismo.

Como publicamos, a Federação Nacional dos Policiais Federais disse ver “com cautela e preocupação” os sinais de que a liberdade de expressão de servidores públicos está em risco.

Assista também:

Leia mais: Como governos compram apoio de veículos de comunicação

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 80 comentários