Menos de 1% dos candidatos ficam com 80% de fundos eleitorais públicos

Menos de 1% dos candidatos ficam com 80% de fundos eleitorais públicos
Foto: José Cruz/Agência Brasil

Cerca de 4,6 mil candidatos receberam R$ 646 milhões do fundo eleitoral e do fundo partidário. Isso significa que 0,8% dos 550 mil candidatos a prefeito e vereador nas eleições deste ano ficaram com 80% dos R$ 807 milhões reservados para esses fundos, segundo levantamento da Folha.

De acordo com a pesquisa, os partidos repassaram o dinheiro dos fundos a 50 mil candidatos – ou seja, menos de 10% dos candidatos receberam verbas dos fundos públicos.

Os dados foram compilados a partir das prestações parciais de contas, entregues ontem, conforme as regras do TSE. Portanto, os números podem mudar até a data final da entrega das prestações de contas.

O candidato que mais recebeu dinheiro público de sua coligação foi Bruno Covas (PSDB), que concorre para se reeleger a prefeito em São Paulo. Recebeu R$ 7,8 milhões: R$ 5 milhões do PSDB e o resto, dos partidos coligados.

Em segundo lugar vem Bruno Reis, candidato do DEM à Prefeitura de Salvador. Levou R$ 7,7 milhões dos fundos, R$ 3,5 milhões de seu partido e o restante, das legendas coligadas.

Leia mais: O Centrão quer dominar sua 'casa'. Entenda como
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO