Mensagem a Rosa Weber

O Antagonista aproveita para esclarecer que NÃO HÁ qualquer conflito de competência entre o MP de São Paulo e o MPF de Curitiba.

No MPSP a investigação se refere a crimes praticados pelos dirigentes da Bancoop e da OAS que atingiram milhares de vítimas em oito empreendimentos, inclusive o Solaris.

Enquanto essas vítimas não receberam seus imóveis ou aqueles que receberam estão sendo cobrados por valores ilegais e despejados, diversos dirigentes e integrantes do PT nem sequer pagaram por imóveis que obtiveram da cooperativa e da OAS e ainda estariam ocultando tais imóveis.

Na Lava Jato, a investigação referente ao triplex se restringe à reforma ocorrida em 2014, patrocinada pela mesma OAS e pode estar relacionada ao petrolão.

O sítio também é objeto de investigação da Lava Jato, especificamente à ocultação da propriedade e ainda às reformas patrocinadas pela OAS, pela Odebrecht e por José Carlos Bumlai.

Faça o primeiro comentário