Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Mensagens indicam que Eduardo intermediou patrocínio de Hang a blogueiro bolsonarista

Em diálogos em poder da CPI da Covid, Allan dos Santos diz a deputado que o dono da Havan 'tá dentro' e fala em 'patrocínio para o programa'
Mensagens indicam que Eduardo intermediou patrocínio de Hang a blogueiro bolsonarista
Foto: Adriano Machado/CRUSOE

Mensagens em poder da CPI da Covid, às quais o Jornal Nacional teve acesso, indicam que Eduardo Bolsonaro intermediou o patrocínio de Luciano Hang a um programa do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, acusado de espalhar fake news.

Dono do canal Terça Livre, Allan é investigado em dois inquéritos no STF que apuram disseminação de notícias falsas, ameaças a autoridades e financiamento de atos antidemocráticos.

De acordo com a PF, em mensagens trocadas em janeiro de 2019, o blogueiro pede que Eduardo o ponha em contato com Hang. “Quer que eu fale algo a ele para te introduzir?”, pergunta o deputado. “É melhor”, responde Allan.

Mais adiante na troca de mensagens, Eduardo afirma: “Ele [Hang] disse que você pode entrar em contato com ele. Falei que você é o nosso cara da imprensa para um projeto que desenvolvemos aqui nesta semana de aulas com o Olavo [de Carvalho]”.

No dia seguinte, o blogueiro diz ao deputado: “Sobre o Hang, quando ele voltar da Europa, falarei com ele”. Eduardo responde: “Beleza. Falei no macro com o Hang”. Quatro meses depois, Allan escreveu: “Luciano Hang tá dentro. Patrocínio para o programa”.

A mensagem sobre o patrocínio já era conhecida desde que a PF fez busca e apreensão da casa do blogueiro bolsonarista, em junho. Na época, foram divulgados diálogos em que Allan dizia ao filho 03 de Jair Bolsonaro “precisamos da Secom” (a Secretaria de Comunicação do Planalto).

O dono da Havan, que tem depoimento na CPI da Covid previsto para a próxima quarta (29), disse ser vítima de uma “narrativa absurda” e afirmou ser mentira que ele tenha patrocinado veículos de internet que disseminaram desinformação.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO