“Mentira! É um assassino!”

Confusão na sessão de homenagem a Fidel Castro na Câmara Municipal de São Paulo.

O vereador comunista Jamil Murad discursava chamando Fidel de “comandante” e “representante da democracia verdadeira”, quando um homem arrancou uma faixa com a imagem do cubano e gritou: “Mentira! É um assassino!”.

Murad acaba de pedir reforço da segurança e aderir, da tribuna, ao coro de “Fascistas, fascistas, não passarão!”.

Assistam aqui ao vivo.

Faça o primeiro comentário