ACESSE

As mesadas generosas de Cabral

Telegram

Segundo o delator Carlos Miranda, o ex-governador Sérgio Cabral mantinha um esquema, com recursos arrecadados de propinas, para garantir uma mesada generosa a seus familiares e funcionários do Palácio Guanabara.

Diz O Globo:

“Há repasses para o segurança do governador (R$ 20 mil), sua chefe de gabinete (R$ 20 mil), o motorista (R$ 12 mil), duas secretárias (R$ 6 mil cada), a cozinheira (R$ 6 mil), uma empregada (R$ 1,5 mil) e quatro funcionários de funções gerais no palácio (dois ganhavam mesadas de R$ 1 mil e outros dois, R$ 500).

A lista da mesada familiar incluía R$ 100 mil para a ex-mulher Suzana, R$ 100 mil para os pais de Cabral, R$ 5 mil a uma prima, R$ 12 mil para uma tia, R$ 1,9 mil para um sobrinho e R$ 1 mil para outra sobrinha”.

Os novos 'donos do poder': você precisa saber o que eles querem e o que estão dispostos a fazer. LEIA AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 51 comentários