A meta dos ‘movimentos cívicos’ para as eleições

O Antagonista apurou que os chamados movimentos cívicos — incluindo os que nasceram no impeachment de Dilma Rousseff — pretendem eleger 100 deputados federais neste ano.

O maior desafio será convencer os eleitores — ‘cansados’, como diria Carminha — de que, de fato, seus candidatos podem representear uma renovação na política brasileira.

Há, ainda, a intenção de transformar a Câmara Legislativa, em Brasília, em um case. A meta na capital federal é emplacar 10 dos 24 deputados distritais. Se o plano der certo, a apresentação de um projeto para reduzir os salários dos distritais seria uma das primeiras medidas do grupo.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Gil disse:

    Será que esses movimentos sociais, que abandonaram as ruas, deixando-nos à deriva neste momento no qual as forças de esquerda estão deitando e rolando e, mesmo assim, o Supremo está prestes a se acovardar e ajoelhar-se aos pés de Lula que, aliás, foi quem fez esse vaticínio. Onde esconderam-se esses movimentos sociais que agora reaparecem com essa idéia, louvável e necessária, desde que seja mesmo com as melhores intenções, mas será que a omissão, desde o movimento pela derrubada da Dilma, irá nos empolgar, principalmente se permitirem a ressurreição não da jararaca, mas do gato de 7 vidas?

Ler comentários
  1. Brazika disse:

    antonio, deixa de ser preguiçoso e invejoso. Loser, vá estudar e quem sabe um dia você chega a uns 10% da capacidade do japa Kim, da Carla Zambelli, do Holiday, do Arthur do Mamãe Falei....

  2. disse:

    Votem nos partidos e candidatos indicados pelo Mito! VIVA BOLSONARO 2018!!!

  3. antonio disse:

    MBL e VEM PRA RUA são movimentos de rua completamente vendidos ao mercado financeiro. Apoiaram 100% a reforma trabalhista e da previdencia. O povo ja percebeu esta traição, e hoje estes movimentos de rua vendidos não atraem mais ninguem em suas manifestações. Nas eleições de 2018, a população vai dar o troco nestes bandidos e não vão eleger ninguem.

  4. Luciano disse:

    AMÉM! Agora precisa veicular essa idéia. Tornar os nomes e suas propostas conhecidos o mais rápido possível!

  5. Fernando Costa da Silva disse:

    Boa ideia, mas ainda não é real.

  6. #ReeleiçãoZero disse:

    Não será preciso muito convencimento. Um Congresso que faz corpo mole para aprovar a reforma da Previdência, que beneficia 200 milhões de brasileiros, mas faz de tudo para aprovar o Fundão Eleitoral que só beneficia eles próprios...

  7. OPA ! IRÃO RENOVAR A BANDIDAGEM, TEREMOS MENOS BANDIDOS DE ESQUERDA PARA TERMOS MAIS BANDIDOS DE DIREITA. disse:

    ENATO SEGUIRA TUDO IGUAL POIS ATUALMENTE TEMOS UM CONGRESSO MAJORITARIAMENTE PROPINOCRATA DE CENTRO-DIREITA QUE SAO BEM SEMELHANTES AOS PROPINOCRATAS DE ESQUERDA.

    1. Aqui no Brasil não existem direita nem esquerda... Essa divisão lhes servem muito bem Existem no Brasil: ladrões e pessoas do bem.

  8. Renata disse:

    Tomara o Brasil tome novo rumo, tomara!

  9. Tinto disse:

    esses caras pensam com o estômago, não é possivel...