“Meu papel no caso da denúncia é ser o árbitro desse jogo”

De Rodrigo Maia ao Estadão, sobre sua atuação diante da denúncia de Rodrigo Janot contra Michel Temer por corrupção passiva:

“O presidente da Câmara é presidente da Câmara, não de um governo. Não cabe ao presidente da Casa cumprir o papel de defensor de uma agenda porque essa não é uma agenda da Casa. Meu papel no caso da denúncia é ser o árbitro desse jogo. Não é ser defensor de uma posição ou de outra. Não tem como ter uma posição nem para um lado nem para outro”.

Faça o primeiro comentário