Mico da Vila tem dedo da Odebrecht

Além de desleixo, a má situação dos prédios que recebem os atletas na Vila Olímpica carioca tem outra razão, informa Lauro Jardim.

Dos 3.600 apartamentos construídos, só 200 foram comercializados pelo consórcio formado por Odebrecht e Carvalho Hosken, que descuidaram do acabamento.

Por ora, o mico está com os australianos.

Faça o primeiro comentário