Miguel Reale Jr: “A Crusoé exerceu o legítimo direito de informar”

Telegram

O jurista Miguel Reale Jr. comentou a censura à Crusoé:

“A revista Crusoé exerceu o legítimo direito de informar, reproduzindo petição constante de processo, o que torna a divulgação excluída de qualquer caráter delituoso. Impor a retirada da matéria liminarmente constitui sem dúvida censura, que por si só é inaceitável, mas no caso irrazoável.

Vinda do STF, tal arbitrariedade tem por consequência autorizar aos juízes do país a seguir o mesmo caminho da censura, colocando em efetivo risco a democracia.”

Comentários

  • José -

    Bem, acho que podemos colocar em definitivo o Alexandre de Moraes na mesma Galeria do Gilmar, Toffoli, Lewandowski e C.Mello. Agora são 5 claramente identificados.

  • Wagner -

    Esses políticos estão umas florsinhas, de uma meiguice que chega a ser can-al-ha, quando é caso de se insurgirem contra o STF e pedirem a destituição de seus membros.

  • Mario -

    Cadê a OAB para defender o direito da liberdade de imprensa ?

Ler 113 comentários