Miguel Reale Júnior: “Omissão do STF será cobrada”

Em artigo ao Estadão, Miguel Reale Júnior defende “medidas emergenciais” para que o STF acelere o julgamento de ações contra políticos com foro privilegiado. Se nada for feito, segundo o jurista, o STF cairá em descrédito. Veja:

“A omissão será cobrada pela população. É, portanto, a hora de pôr mãos à obra e atuar em inquéritos e ações penais contra deputados e senadores com os meios existentes para salvaguardar a credibilidade do próprio Supremo.”

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200