Miguel Reale Júnior propõe duas forças-tarefa para o STF

No mesmo artigo no Estadão, o autor do pedido de impeachment de Janete propõe a criação de duas forças-tarefa para que o STF tenha condições de julgar todos os casos de foro privilegiado que empoeiram em suas gavetas.

A primeira, coordenada por desembargadores convocados, serviria para acelerar a fase de instrução dos processos envolvendo deputados e senadores.

A segunda, envolvendo desembargadores, a Procuradoria-Geral da República e a Polícia Federal, efetivaria imediatamente as investigações requeridas por inquéritos no STF.