Milhões para propaganda anticorrupção?

O Antagonista soube que Onyx Lorenzoni, relator da comissão das 10 medidas contra a corrupção, está sendo procurado por pessoas preocupadas também em fazer “bons ajustes” no projeto.

Um dos pontos de alerta está no artigo 63, que determina que – por, pelo menos, 15 anos – do total de recursos destinados a publicidade, serão investidos em ações anticorrupção percentuais não inferiores a 15% pela União, a 10% pelos estados e a 5% pelos municípios.

O problema é o volume dessa dinheirama toda. E como seria a fiscalização da aplicação dessas verbas em todo o país? Além do mais, há questionamentos sobre a real necessidade e eficácia de tantas eventuais peças publicitárias anticorrupção.

Somente no primeiro semestre deste ano, de acordo com a ONG Contas Abertas, o governo federal investiu R$ 386,5 milhões em publicidade – 15% disso, por exemplo, equivale a R$ 57,9 milhões.