ACESSE

Miliciano desiste de delatar depois da morte de Adriano

Telegram

“Um miliciano do círculo de amigos de Adriano da Nóbrega contratou há alguns meses um conhecido advogado no Rio para negociar um acordo de delação premiada”, diz a Veja.

Depois da morte de Adriano da Nóbrega, ele desistiu.

***

Assista também:

COMO ELE VIROU O VICE QUE BOLSONARO QUER. Saiba mais

Comentários

  • Fábio -

    Pode ter sido ameaças, da parte do Flávio??? Como a política é suja, tem todos os lados, a máfiaPT também pode ter ameaçado pra ele desistir e assim fortalecer o ataque político de queima de arquivo.

  • Fábio -

    Pois é. E se o miliciano Adriano fossepreso, ocorreria uma delação e esclarecimento dos fatos??? E se a máfiaPT achou melhor mandar matá-lo para usar politicamente o discurso de queima de arquivo???

  • Massaaki -

    Mas é agora que ele deveria delatar. Quem garante que ao desistir, permanecerá vivo. É aí que deveria delatar.

Ler 26 comentários