Miliciano desiste de delatar depois da morte de Adriano

“Um miliciano do círculo de amigos de Adriano da Nóbrega contratou há alguns meses um conhecido advogado no Rio para negociar um acordo de delação premiada”, diz a Veja.

Depois da morte de Adriano da Nóbrega, ele desistiu.

***

Assista também:

Comentários

  • Massaaki -

    Mas é agora que ele deveria delatar. Quem garante que ao desistir, permanecerá vivo. É aí que deveria delatar.

  • Paulo -

    Quem tem cy tem medo

  • Paulo -

    Quem tem * tem medo

Ler 31 comentários