Milicianos e traficantes estão infiltrados nas eleições no Rio, diz estudo

Em 14 cidades do Rio de Janeiro, há denúncias de que milicianos e traficantes se infiltraram nas eleições deste ano.

Segundo levantamento feito pelo Disque Denúncia a pedido do Globo, os traficantes e milicianos direcionam votos em determinados candidatos e impedem a presença de concorrentes em áreas controladas por eles.

Em cinco municípios, foram registradas denúncias tanto de traficantes quanto de paramilitares direcionando votos e impedindo a presença de candidatos: Rio, Itaguaí, Duque de Caxias, Belford Roxo e Niterói.

As demais cidades citadas no estudo são Natividade, São Fidélis, Araruama, Maricá, São Gonçalo, Nova Iguaçu, Queimados, São João de Meriti e Angra dos Reis.

De acordo com o relatório do Disque Denúncia, “chama atenção a quantidade de denúncias que informam sobre a candidatura dos próprios indivíduos que pertencem aos grupos de milícia. Nestes casos, especificamente, os milicianos utilizam sua influência na comunidade e, através da realização de ameaças, buscam conseguir mais votos”.

Outra pesquisa, divulgada ontem, mostrou que há indícios de que igrejas evangélicas no Rio venham atuando para lavar dinheiro para milícias.

Leia mais: O Centrão quer dominar sua 'casa'. Entenda como
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 79 comentários
TOPO