ACESSE

Militar que levava cocaína em avião de apoio da comitiva de Bolsonaro é condenado na Espanha

Telegram

O segundo-sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues, detido no ano passado com 39 quilos de cocaína quando viajava em um avião de apoio da comitiva presidencial de Jair Bolsonaro, foi condenado.

Um porta-voz do Judiciário espanhol informou:

“A Promotoria reduziu o pedido de prisão de oito anos para seis anos e um dia e a defesa do militar aceitou esta pena.”

O militar brasileiro foi detido quando o avião de apoio da comitiva de Bolsonaro, que viajaria ao Japão para a reunião do G20, fez uma escala em Sevilha.

Rodrigues viajou em pelo menos 29 voos da FAB antes de ser preso.

Segundo-sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues. Foto: reprodução redes sociais

Basta de atritos com Bolsonaro. LEIA AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 41 comentários