ACESSE

Militares nomeados para a Saúde participam de festas e insultam adversários de Bolsonaro

Telegram

Os militares que foram instalados no Ministério da Saúde contribuem para disseminar o vírus, sabotando o isolamento social.

Diz a Folha de S. Paulo:

“Giovani Camarão, futuro coordenador de Finanças do Fundo Nacional de Saúde, publicou foto nas redes sociais em que aparece em festa com ao menos 17 pessoas no começo de abril (…).

Nomeado como diretor de monitoramento do SUS, o militar Angelo Denicoli comemorou que o presidente dos EUA, Donald Trump, revelou que estava tomando hidroxicloroquina, que estudos científicos indicam não ter eficácia contra o coronavírus, mas que é propagandeada por Bolsonaro.

Denicoli compartilha informações distorcidas sobre adversários de Bolsonaro e usa termos pesados para se referir a eles. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, é chamado de ‘verme’. A deputada Joice Hasselmann é comparada a uma porca.”

Leia também: A cloroquina é o remédio para a pandemia?

Comentários

  • Sueli -

    Que policiamento, hem?!

  • Nuruara -

    Militar é uma coisa, milico é outra. Os militares já não estão mais no governo do Bolsomerda. Ficaram os milicos e como sempre os milicianos.

  • Marcia -

    Igual a Chaves e Maduro, o próximo passo será a ocultação dos dados e a mentira sobre eles.

Ler 82 comentários